, Uncategorized

A Nave

Assistimos um vídeo um tempo atrás, um menino de 9 anos comparando nossa relação com o universo e formigas em um pátio. Segundo ele, as formigas andam de um lado para o outro sem a compreensão de que fazem parte de algo maior, elas não sabem que há mais no mundo do que o pátio em que habitam e, de certa forma, somos exatamente assim. Mesmo com todo o avanço tecnológico, só temos conhecimento de um pequeno grupo de galáxias, e uma quantidade irrisória de planetas e estrelas diante da grandeza do universo.

 

 

Em uma escala menor que a terra e o universo e maior que as formigas e o pátio, temos a relação entre os seres humanos. De repente você não conhece nenhum de seus vizinhos de prédio, ou não sabe o nome de ninguém do departamento jurídico da sua empresa. Talvez você não tenha tido nem cinco minutos de conversa com aquele primo distante, ou fique sem graça quando encontra um colega de academia no vestiário, sem saber sobre o que conversar.

Já pensou ter uma nave que fosse além da velocidade da luz? Uma nave que te levasse pra outra ponta do universo, até a beirada da matéria escura, que te guiasse pelo desconhecido, te proporcionasse uma conexão intergalática, apresentasse você a outros planetas, a outras dimensões, te mostrasse algumas supernovas. Imagine uma nave inteligente, que soubesse a localização de cada buraco negro, que desviasse toda chuva de meteoros, que soubesse diferenciar planetas habitados por espécies pacíficas ou ferozes, que te guiasse entre galáxias com segurança.

Em uma escala menor que uma nave no espaço, imagina se existisse uma por aqui, que fizesse a conexão entre seres humanos, e usasse essas conexões para elevar as oportunidades dos envolvidos nessa viagem ao infinito e além. Todos à bordo, com talentos específicos que são o combustível da jornada. Uma nave inteligente que unisse tripulantes com destinos e objetivos diferentes a agregarem nos caminhos uns dos outros.

Segundo o dicionário, a nave é um veículo astronáutico interplanetário. No modo como vivemos, cada um no seu planeta, só mesmo uma nave seria capaz de nos transportar para o inimaginável, para o inovador. Logo na mesa do lado tem um mundo novo, a possibilidade de troca de experiências, de agregar, contribuir e colaborar. Cada pessoa, cada vivência, cada repertório transformam uma única vida em um universo distinto.

A nave mais incrível segundo o Guia do Mochileiro das galáxias se chama Coração de Ouro, e é movida por um Gerador de Improbabilidade Infinita, um objeto capaz de ultrapassar os limites da hipervelocidade, levando pouco tempo para cruzar o universo de uma ponta a outra. Do nosso ponto de vista, aquela parceria que parecia improvável pode ser o combustível necessário para acelerar sua jornada em níveis astronômicos. Quem é a velocidade da luz na fila do pão?

Conexões, colaboratividade, economia criativa e ideias inovadoras: Esse é o combustível de uma Nave tripulada por indivíduos diferentes que se complementam. Nossa jornada começa agora, e se você tem interesse em se juntar à nós, coloque a mochila nas costas e pode vir, temos vagas, em coração de madre sempre cabe mais um.

 

Publique Seus Pensamentos

Fechar

Quero uma volta na Nave

Quer conhecer nosso espaço? Visitar nossa nave? Preencha o formulário de abdução e nossa torre de comando entrará em contato.